quinta-feira, 29 de junho de 2017

NOTÍCIA DO DIÁRIO DE PERNAMBUCO


Mais um detento é morto no Presídio Frei Damião de Bozzano


Publicado em: 29/06/2017 07:57 Atualizado em: 29/06/2017 08:46
Mais um preso foi morto dentro do Presídio Frei Damião de Bozzano (PFDB), no Complexo Prisional do Curado. De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), por volta das 22h30 desta quarta-feira, foi registrada uma agressão que levou à morte o detento Jefferson Veronez da Silva, de 32 anos. Equipes do Instituto de Medicina Legal (IML) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local. A polícia está investigando as circunstâncias do crime. A Seres adiantou que está trabalhando para identificar o agressor e tomar as providências cabíveis.

Na manhã da segunda-feira passada, uma tentativa de fuga frustrada no Presídio Frei Damião de Bozzano (PFDB) terminou com o saldo de um detento morto, quatro presos feridos e dois agentes penitenciários baleados. De acordo com a Seres, o morto foi identificado como Anderson Lins de Souza, de 23 anos, ferido na cabeça por disparos de arma de fogo. Os presos feridos são: Emerson Tertulino Gomes de Sobral, de 26 anos; Alexandre Felipe da Silva, 36 anos; José Robson Moura da Paz, 26 anos e Alesandro Pereira de Souza, de 24 anos.
No dia 16 de junho, um detento foi assassinado a pedradas dentro do Presídio Juiz Antônio Lins de Barros (PJALB), no Complexo do Curado. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp), o crime aconteceu por volta de 1h30 da madrugada, nas imediações do pavilhão-escola. Ainda segundo informações repassadas pelo presidente do sindicato, João Carvalho, o preso, identificado como Maycon Santana da Silva, foi morto por dois outros detentos por conta de uma richa. Os suspeitos, que seriam primos, alegam que a vítima assassinou um outro primo deles e os estaria ameaçando dentro da prisão. Os dois foram encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). O corpo de Maycon foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML). Em nota, a Seres acrescentou que os acusados Paulo Sérgio Viana da Silva e Eliseu Santos Costa foram autuados em flagrante e que o Instituto de Criminalística (IC) realizou perícia no local.



FONTE:

Nenhum comentário:

Postar um comentário