quinta-feira, 4 de maio de 2017

NOTÍCIAS DO JORNAL EXTRA

Agentes penitenciários invadem plenário da comissão da reforma da Previdência em meio a bombas de efeito moral


Reuters

Tamanho do texto A A A

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - Agentes penitenciários invadiram o plenário onde a comissão especial da Câmara dos Deputados para a reforma da Previdência analisava destaques ao texto-base, causando tumulto e a entrada da tropa de choque da Polícia Legislativa.

Ao invadirem o prédio da Câmara foram disparadas bombas de efeito moral, com o gás chegando ao plenário da comissão, onde os policiais legislativos usaram spray de pimenta.

No meio do tumulto, alguns parlamentares conseguiram deixar o local enquanto muitos agentes penitenciários batiam boca com outros deputados, chamando-os de "covardes". Gritavam também "o sistema vai parar".

A confusão ocorreu após os parlamentares chegarem a um acordo para a retirada de votação de um destaque que incluía de novo os agentes penitenciários na categoria com idade menor para aposentadorias.

Pouco antes, o texto-base da reforma foi aprovado pela comissão por 23 votos a favor e 14 contrários.
Pela manhã, o relator da reforma, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), havia incluído os agentes penitenciários nessa categoria especial.

Depois, sob o argumento de que teria recebido mensagens de parlamentares "revoltados" com a concessão do benefício aos agentes penitenciários ---justamente os que protagonizaram um protesto na véspera em frente ao Congresso Nacional e no Ministério da Justiça---, voltou atrás e retirou a categoria do relatório.

Segundo uma fonte do governo, Oliveira Maia teria recebido um telefonema do Planalto pedindo a retirada dos agentes penitenciários do texto.


Fonte:


http://extra.globo.com/noticias/brasil/agentes-penitenciarios-invadem-plenario-da-comissao-da-reforma-da-previdencia-em-meio-bombas-de-efeito-moral-21292510.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário