sexta-feira, 7 de abril de 2017

NOTA DE REPÚDIO AS DECLARAÇÕES DO CHEFE DE POLÍCIA CIVIL

-- NOTA OFICIAL DO SINDASP-PE

O SINDICATO DOS AGENTES DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA E SERVIDORES NO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DE PERNAMBUCO, vem rebater a declaração do chefe da Polícia Civil, Joselito Amaral, que o detento Jorge Luiz de Farias que contava com diversas regalias na penitenciária, como ar-condicionado e televisão na cela onde estava preso.

A Declaração do Chefe da polícia civil se estendeu como: “Ele tinha muita facilidade em sair e entrar no presídio. Como estava no semiaberto, ele tinha o direito de sair pela manhã, para trabalhar, e tinha que voltar à noite. Era durante esse tempo que ele praticava os crimes. 

Vimos relatar que o detento tem ofício de  autorização de saída diária realizada pelo Juiz de Execução Penal Roberto Costa Bivar, desde o dia 18 de janeiro de 2017, para trabalhar na empresa “ TOP CAR LOCADORA DE AUTOS LTDA”. Esta autorização é prevista na legalidade conforme a Lei de Execução Penal nº 7210/84. A saída deste detento como de outros são feitas diariamente  e normalmente e escrituradas em livro conforme documento anexo.

Caso o detento faça delitos no período de saída e entrada, cabe sim o chefe de polícia civil direcionar o questionamento ao Magistrado e não querer culpar o agente penitenciário da Penitenciária Agro Industrial São João -PAISJ. O Chefe da Polícia Civil deve também observar o previsto na Lei de Execução Penal para a legalidade da referida saída e não querer macular a imagem de uma categoria que está apenas cumprindo o dever legal, e determinação judicial.

O Sindicato também solicita que o Chefe de Polícia encaminhe o IC à cela para fotografar o local, pois o mesmo disse que existe regalias.  O Sindicato obteve informações não demonstra ter veracidade, pois tal cela encontra-se isolada e a chave com o Gerente da Unidade supracitada.

Sendo assim, jogar a mídia contra uma categoria sem fatos verídicos, quando documentos mostram a veracidade que a saída foi autorizada legalmente pelo juiz e quanto as regalias informada deve ser comprovado com fotos e onde o sindicato já está tomando as providências para entregar o vídeo a imprensa o local da cela que o preso encontrava-se.

Sendo assim, a Categoria solicita a retratação do Chefe de Polícia Civil publicamente sobre declarações infundadas e que peça ao Magistrado o motivo das referidas autorizações, pois o detento tem grau de periculosidade. E não culpe os agentes penitenciários sobre as referidas saídas.

Recife, 07 de abril de 2017

João Batista de Carvalho Filho
Presidente do SINDASP-PE

DOCUMENTO DE AUTORIZAÇÃO DO JUIZ DA EXECUÇÃO PENAL




FICHA DE SAÍDA DO PRESO







FOTOS DA CELA DO DETENTO JORGE LUIZ VILELA DE FARIAS, QUE O CHEFE DA POLÍCIA CIVIL DECLAROU TER REGALIAS QUE MOSTRA A INVERDADE.

O CHEFE DA POLÍCIA CIVIL DISSE QUE O MESMO TINHA AR CONDICIONADO, ONDE DEMONSTRA-SE UTILIZAÇÃO DO VENTILADOR QUE É PERMITIDO. COLCHÕES NO CHÃO JUNTO COM OUTROS PRESOS.















Nenhum comentário:

Postar um comentário