segunda-feira, 27 de março de 2017

Agentes Penitenciários de Pernambuco na Força-tarefa de Intervenção Penitenciária

Agentes penitenciários federais e estaduais formam o grupo que atuam no controle de situações de crise nos presídios.


O principal alvo da ação da força-tarefa criada no início do ano é a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde pelo menos 26 presos foram assassinados durante um motim que começou em 14 de janeiro e durou vários dias. Durante a rebelião, detentos armados com paus, pedras e facas e exibindo bandeiras com siglas de facções criminosas assumiram o controle interno de parte da penitenciária e se espalharam pelo pátio e por sobre os telhados. Integrantes de facções rivais se enfrentaram. A situação só foi contida depois que um muro de contêineres foi construído para separar os integrantes das diferentes facções.


Entre as ações desenvolvidas pelos membros da força-tarefa está o treinamento de agentes penitenciários estaduais, que recebem capacitação de agentes federais de execução penal, sob a coordenação do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). O último treinamento ocorreu entre os dias 6 e 12 deste mês.

Três agentes de segurança penitenciária de Pernambuco reforçam as equipes de segurança do Presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. Por solicitação do Governo Federal, através do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), os servidores integrarão a Força Nacional do Sistema Penitenciário por um período de 30 dias.






Nenhum comentário:

Postar um comentário