sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

NOTÍCIA DO G1

Manifestantes fazem ato pedindo agilidade em investigação de morte de agente penitenciário
Grupo de agentes penitenciários caminhou pela Avenida Conde da Boa Vista, área central do Recife. Agente, de 41 anos, foi agredido e morto por um disparo de arma de fogo em janeiro.

Um grupo de agentes penitenciários fizeram uma passeata pela Avenida Conde da Boa Vista, área central do Recife, no início da tarde desta sexta-feira (3). O movimento pede agilidade na investigação da morte de um agente, de 41 anos, que foi agredido e morto por um disparo de arma de fogo. De acordo com o diretor de Polícia Metropolitana, Joselito Amaral, o delegado de Arcoverde, no Agreste, Renato Gaião, foi identificado nas imagens do dia da agressão.
O ato desta sexta foi convocado pelo Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária e Servidores de Pernambuco (Sindasp). Antes de seguiram pela avenida, uma das mais movimentadas da capital pernambucana, eles se reuniram na Praça do Derby, também na área central do Recife.
Além de exigir agilidade no processo de investigação, os manifestantes ainda pedem apoio ao Palácio do Governo. O caso já é tratado pela Polícia Civil como homicídio. Eles caminham, também, por melhores condições salariais e de trabalho.
A vítima, que estava de folga no dia do crime, foi espancada por um grupo de motociclistas e, em seguida, atingida por um disparo de arma de fogo no dia 21 de janeiro. Ainda não se sabe se o tiro partiu da arma do agente ou de um dos agressores.
Nas imagens, é possível ver o agente penitenciário prestes a entrar no banheiro quando recebe o primeiro golpe na cabeça. Em seguida, já cai no chão sem reação. Outros integrantes do grupo de motociclistas, então, desferem mais socos e chutes contra o agente. A Polícia Militar informou que ele participava do 16º Encontro de Motociclistas, que era realizado na sede da AABB.
O agente foi socorrido por populares para o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães, em Serra Talhada, e transferido para o Hospital São Vicente, no mesmo município. O homem, que era agente há cinco e lotado na penitenciária de Limoeiro, não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 24.

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário