sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

NOTÍCIA DO G1 - GLOBO

22/01/2016 17h24 - Atualizado em 22/01/2016 17h26

Governo de PE foi alertado sobre fuga de detentos, dizem agentes

Presidente do sindicato da categoria enviou mensagem ainda em dezembro.
Seres aponta que tais avisos fazem parte da rotina e são sempre apurados.

Do G1 PE
Presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários enviou mensagens para o secretário de Ressocialização sobre fuga (Foto: Divulgação / Sindiasp)Presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários enviou mensagens para o secretário de Ressocialização sobre fuga (Foto: Divulgação / Sindicato dos Agentes Penitenciários)
O Sindicato dos Agentes Penitenciários afirma que os secretários de Ressocialização de Pernambuco, Edén Vespaziano, e de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, foram aletados sobre a possibilidade de fuga de presos da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, quase um mês antes do ocorrido. Na noite da quarta-feira (20), 53 presos fugiram por um buraco aberto no muro.
O presidente do sindicato da categoria, João Carvalho, explica que enviou uma mensagem por WhatsApp no dia 25 de dezembro para Vespasiano, mas não recebeu resposta."Eu mesmo avisei ao Éden [secretário de Ressocialização]. Informamos, inclusive, que o líder da operação, que está na lista dos fugitivos como 'Leozinho de Rio Doce', tentou explodir o muro dias antes da fuga. Nós pedimos para que ele fosse isolado dos demais presos, mas nem isso aconteceu. Chega no dia 20 e temos essa fuga em massa", afirma Carvalho.
Setor de Inteligência teria enviado mensagens ao secretário Pedro Eurico. (Foto: Divulgação/Sindicato dos Agentes Penitenciários)
Setor de Inteligência teria enviado mensagens ao
secretário Pedro Eurico.
(Foto: Divulgação/Agentes Penitenciários)
Segundo o presidente, foi pedido também o reforço na segurança, ainda em dezembro, pelo setor de inteligência da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), que enviou mensagens para o secretário Pedro Eurico avisando que o muro seria explodido.
Em nota, a Seres afirma que relatos com este tipo de denúncia fazem parte da rotina do sistema prisional e "sempre são alvo de apuração rigorosa e tomada de providências por parte dos gestores e da equipe de inteligência da secretaria, o que ocorreu também neste caso específico". Concluiu também que ao saber da fuga, a Seres reforçou o efetivo na Barreto Campelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário