sexta-feira, 6 de novembro de 2015

SINDASP-PE DEU APOIO NA CONFUSÃO DO PRESÍDIO FREI DAMIÃO DE BOZZANO NO COMPLEXO DO CURADO

Dois detentos morrem durante confusão no Complexo do CuradoPresos tocaram fogo em uma cela no Pavilhão F do Presídio Frei Damião de Bozzano

Publicação: 06/11/2015 00:23 Atualização: 06/11/2015 01:28

Foto: João Carvalho/Divulgação
Foto: João Carvalho/Divulgação
Dois detentos foram mortos e dois ficaram feridos durante confusão no Presídio Frei Damião de Bozzano, no Complexo do Curado, na noite desta quinta-feira. Segundo o presidente do sindicato dos agentes penitenciários, João Carvalho, o tumulto foi causado depois que um dos presos, Alexandre João da Silva, conhecido como Xande, 25, ameaçou os outros detentos do Pavilhão F com uma faca.

Perto das 20h30, quando as luzes do local foram apagadas, os presos atacaram Alexandre João, esfaquearam e tocaram fogo no corpo dele. As chamas se espalharam pela cela, obrigando Gilvan Monteiro do Nascimento, 44, companheiro de cela de Alexandre, a se esconder em um tonel de água. Gilvan acabou sufocando na fumaça. Outros dois presos sofreram queimaduras leves e já receberam atendimento.

O Corpo de Bombeiros, o Instituto de Criminalística (IC), Instituto de Medicina Legal (IML) e o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) foram acionados. Os detentos do Pavilhão F foram realojados até que a área seja liberada. Em menos de 15 dias, e é a segunda morte por facada dentro do Complexo do Curado.

No último dia 27, Adeildo Honorato da Silva, 34, foi esfaqueado no pescoço durante uma discussão com outro detento, Jarlon da Silva Bonifácio, 27. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Otávio de Freitas mas não resistiu a gravidade do ferimento. De acordo com João Carvalho, o presídio fica sem energia durante um período, no início de todas as noites, o que facilita a ocorrência de situações como a desta quinta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário