sábado, 15 de agosto de 2015

PRESIDENTE DO SINDASP ESTEVE NESTE SÁBADO NA PENITENCIÁRIA BARRETO CAMPELO E TOMOU AS PROVIDÊNCIAS POR NÃO TER AGENTES FEMININAS NA REVISTA DURANTE A VISITA





Neste sábado, o Presidente do Sindasp foi comunicado às 10:00 h , que a Penitenciária Barreto Campelo estava entrando na visita várias mulheres sem ser revistada por Agentes do sexo feminino. Diante deste fato, o Presidente locomoveu-se até a unidade prisional e constatou o fato. 

Diante o exposto, a primeira atitude foi comunicar ao Diretor que iria bloquear a entrada de visitantes mulheres, pois naquele estabelecimento não existia agentes femininos para realizar a revista. 

Além disto, foi colocado no livro de ocorrência o fato  e gravado a situação. O Sindasp impediu a entrada de novos visitantes com o apoio dos agentes penitenciários às 11:00 h, até que fosse encaminhado agentes penitenciários femininos àquela unidade. 

A Situação foi relatada ao promotor Marcellus Ugietti e será entregue toda documentação e provas do fato. Foi alertado que tinha adentrado a unidade prisional algumas mulheres, apenas passando o detector  de metal, mas sem a presença de agentes femininos. 

O Sindasp descobriu que o Superintendente Clinton transferiu 03 (três) agentes femininos e não comunicou ao gerente. Sendo assim, o fato foi relatado ao Secretário.

Sabemos que o detector não impede a entrada de ilícitos até com materiais metais. Relatamos aos Agentes Penitenciários que armas podem ser impedidas de detectar com o pão.

O Sindicato informa que agentes penitenciários do sexo masculino não devem revistar as mulheres, pois pode ser alvo de processos administrativos e acusações.

A legislação e as normas impedem tal procedimento.







Nenhum comentário:

Postar um comentário