quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Silvio Costa Filho rebate nota governista: "dificuldade de conviver com o contraditório"

O deputado estadual e líder da bancada da oposição na Assembleia Legislativa, Silvio Costa Filho (PTB) rebateu o líder do governo Waldemar Borges (PSB) que havia acusado a oposição de querer utilizar as mortes ocorridas na rebelião do Complexo Prisional do Curado como palanque.
Em resposta, o petebista afirmou que a nota do líder governista revela "dificuldade de conviver com o contraditório" e que a oposição não vai ficar calada diantos dos "gravissímos fatos decorrentes da falência" do sistema prisional e reiterou que o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, será convocado para uma audiência pública para dar explicações sobre o "caos e abandono nos presídios do nosso estado".
Leia abaixo a nota na íntegra
Ao líder do Governo
O deputado Waldemar Borges parece desconhecer o papel da oposição.
Em uma nota que não disfarça a dificuldade de conviver com o contraditório, ele pretende fazer entender que devemos ficar calados diante dos gravíssimos fatos decorrentes da falência no nosso sistema prisional e que têm envergonhado o Estado de Pernambuco.
Cumprindo o seu papel, que é o de cobrar medidas efetivas do Governo do Estado para solucionar o problema, a oposição expressa um desejo que, tenho certeza, é o do conjunto da população de nosso Estado.
Entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE), a Associação de Praças dos Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco (ASPRA-PE), o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) e o Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário de Pernambuco (Sindasp-PE), também têm levantado a voz para denunciar a ausência de medidas por parte do Governo do Estado para estancar esta violência.
É o caso de se perguntar: estas entidades estariam também "pegando carona" na desgraça alheia? E a imprensa pernambucana, que tem noticiado diariamente a escalada da violência e o completo desmantelo de nosso sistema carcerário, também estaria se valendo deste expediente?
A oposição de Pernambuco reforça que o tema merece toda a atenção e o devido tratamento, por isto repete que, usando de suas prerrogativas constitucionais irá convocar o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, para uma audiência pública, logo após o recesso parlamentar, em fevereiro, para que o Governo do Estado possa explicar a situação de caos e abandono nos presídios de nosso Estado.
Silvio Costa Filho
Bancada de Oposição de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário