quarta-feira, 7 de maio de 2014

Mulher é detida com drogas durante a revista íntima

Mulher é presa durante revista no presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde, no último final de semana. Segundo nossos agentes envolvidos na ação, ela tentava entrar com a droga na unidade prisional e foi detida no momento da inspeção. O pacote com cerca de 200 gramas de maconha foi localizado nas “partes íntimas” da moça. A mulher foi autuada por tráfico de drogas e encaminhada a Colônia Penal Feminina de Buíque.


     Esse tipo de apreensão acontece frequentemente nos presídios do Estado e essa, assim como as demais, servem para mostrar o quanto é necessária a realização da revista íntima nas unidades prisionais. Não são localizadas apenas drogas, mas outros itens como celulares e alguns objetos que servem como arma. Sabemos que a Justiça, ao determinar o cancelamento da revista íntima, levanta a questão sobre os Direitos Humanos, porém, é preciso que uma solução seja proposta. Não basta cancelar, mas propor nova alternativa. O cancelamento da revista criará vulnerabilidade aos Agentes Penitenciários e de uma forma geral, a toda sociedade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário